sexta-feira , 19 janeiro 2018
TEM NEWS

Cobertura do 12º Encontro de Diretores & Gestores da Construção – Parte 2

12º Encontro de Diretores
12º Encontro de Diretores & Gestores da Construção


Dando
sequência à cobertura do 12º Encontro de Diretores & Gestores da Construção, promovido pelo EnRedes / CTE, trazemos o que de mais importante foi brilhantemente exposto por profissionais referência de mercado nos painéis 2 e 3.

12º Encontro de Diretores & Gestores da Construção

Painel 2 Perspectivas do Mercado Imobiliário na Visão de Empresas

12º Encontro de Diretores
Emílio Fugazza, da Eztec

Emílio Fugazza, Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Eztec, abriu o painel trazendo o tema: “Desempenho e perspectivas para as empresas líderes de incorporação”, com um panorama do mercado imobiliário dos últimos anos, trazendo dados que revelaram um ciclo de 2015 a 2017 muito desfavorável, com muitos distratos e contração nos lançamentos.

Entretanto, para o ciclo de 2018 a 2019, Fugazza traz um panorama mais ameno com a retomada de patrimônio das incorporadoras, investimentos em novos terrenos, vendas de unidades prontas com maior velocidade, recuperação de preço e volta do desenvolvimento de projetos, tudo isso para restaurar o retorno sobre o patrimônio das empresas.

Enfatizou também a necessidade de o setor da construção imobiliária criar condições mais favoráveis para que não se perca mais colaboradores para outros setores, já que o perfil deste profissional está mudando e a construção não está acompanhando esse processo como deveria.

Também deixou uma mensagem importante sobre necessidade de aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, em paralelo à relação meramente comercial, fazendo uma referência com o que ocorre no país através da operação Lava-Jato. É necessário que essa mesma lógica ética e moral seja cada vez mais incentivada dentro das empresas do ramo imobiliário.

 

12º Encontro de Diretores

 

Tendências do mercado consumidor

12º Encontro de Diretores
Ubirajara Spessotto de C. Freitas, da Tegra

Ubirajara Spessotto de C. Freitas, CEO da Tegra Incorporadora, trouxe o tema: “Tendências do mercado consumidor e a necessidade de produtos imobiliários diferenciados”, propondo à plateia uma reflexão com base em quatro indicadores básicos que as empresas necessitam pensar em seus projetos: o econômico com a busca incessante de maximização da receita aliado à redução contínua de custos; o social como uma obrigação das empresas a partir de ações simples que beneficiem a sociedade, como reformar uma creche ou se responsabilizar por uma praça; o ambiental, com práticas cada vez mais voltadas a diminuir o impacto ambiental de suas operações, respeitando a legislação vigente; o cultural, com a promoção de eventos como peças de teatro, exposições de arte, espetáculos que proporcionem o acesso da sociedade à cultura.

Chamou a atenção para a inclusão de novos perfis de potenciais compradores de imóveis oriundos da geração Y ou Millennials, com novos hábitos e filosofia de vida, assim como a perspectiva de amadurecimento de uma geração, que o Brasil terá em 2030 43% da população com idade entre 30 a 60 anos, segundo dados do IBGE, anunciando assim um boom demográfico favorável ao setor imobiliário.

Também ressaltou a necessidade das incorporadoras e construtoras ficarem atentas aos projetos pensados para novos arranjos familiares, ou novos tipos de configuração da família, chegando a ter já em 2010, dezenove tipos diferentes, segundo o IBGE. Aliado a este dado, enfatiza que é necessário se utilizar de inovação, mantendo a sustentabilidade sob todos os aspectos, mas principalmente em relação ao uso de materiais sustentáveis.

“ O mundo daqui 10, 15 ou 20 anos só vai comprar de quem for sustentável…”, declarou Freitas, deixando claro a necessidade de implementação de conceitos sustentáveis na construção civil.

 

Clique na imagem para ampliar

 

Novas gerações e comportamentos

12º Encontro de Diretores
Alexandre Lafer Frankel, da Vitacon

Alexandre Lafer Frankel, CEO da Vitacon, apresentou o tema: “Desenvolvimento de empreendimentos focados em novas gerações e comportamentos”, cativando e emocionando o público com a demonstração de sua paixão pelo que faz em sua incorporadora, criada em 2009 e que hoje é um ícone da tão falada inovação de conceitos dentro do setor imobiliário, trazendo alternativas pensadas fora da caixa, para que o cliente possa simplesmente disfrutar de mais tempo, seja com sua família, ou para seu lazer e se conectar de uma forma diferente com seu imóvel e a cidade em que vive.

Trouxe o exemplo do apartamento compacto de 10 m², não como algo que tenha meramente o objetivo de ser um diferencial comercial, já o sendo, porém mais que isso, é algo que segundo ele, representa a convergências das ideias sobre ganho de mobilidade e tempo, além de uma forte tendência oriunda de um nicho de mercado crescente, conforme já havia citado em sua explanação de Ubirajara de Freitas, da Tegra.

A ideia principal é simplesmente proporcionar mais tempo ao usuário/cliente –  disponibilizando diversos serviços e ambientes compartilhados, que já fazem parte do pacote do imóvel; mais mobilidade – através de uma pesquisa mais refinada para a obtenção de terrenos em lugares estratégicos, que facilitem o deslocamento do cliente ao seu trabalho; design – no sentido de performance e não só de modernidade e beleza; automação – maior conforto e bem-estar e, finalmente, simplicidade – como a síntese do que a geração Millennials representa.

 

Clique na imagem para ampliar

Painel 3 – Práticas Inovadoras e Gestão de Empresas, Projetos e Obras

12º Encontro de Diretores
Consultor Luiz Henrique Ceotto

Luiz Henrique Ceotto, consultor com larga experiência no ramo da construção, explanou o tema: “Liderança e inovação como fatores determinantes na gestão de empresas e negócios da construção”, trazendo um à tona a importância da busca por um padrão de produtividade nas construções, que devem ser obtidas sob um constante processo de inovação de processos que por sua vez só se consegue tendo lideranças competentes que as administrem dentro de uma organização.

Trouxe as definições dos conceitos de inovação e liderança de forma bastante didática, revelando uma variante que cada vez mais é determina o sucesso de uma empresa, a velocidade.

Finalizou enfatizando que o processo de mudança em prol da implementação de novos conceitos ligados à agilidade e modernização de processos dentro de uma empresa depende da observação por parte dos líderes dos aspectos racionais, culturais e políticos que cada organização traz consigo.

 

12º Encontro de Diretores

 

Case Boulevard Matarazzo

12º Encontro de Diretores
Mauricio Linn Bianchi, do Grupo Allard

Maurício Linn Bianchi, Diretor Técnico do Grupo Allard, apresentou o tema: “Estratégias de gestão de projetos e obras: uso do BIM e práticas de sustentabilidade – case Boulevard Matarazzo,” onde colocou de forma bastante prática a importância de se ter uma ferramenta tão poderosa e eficaz como o BIM a serviço de uma obra tão complexa, como está sendo o Boulevard Matarazzo, um grandioso complexo imobiliário, que simplesmente é o mais extenso projeto de retrofit do país, construído em diálogo com o parque que abriga o conjunto tombado dos prédios históricos do complexo Matarazzo, na região da Av. Paulista, em São Paulo.

Chega a ser incrível como o emprego da tecnologia BIM coube tão perfeitamente ao projeto, obedecendo rigorosos conceitos de construção sustentável, que foi a premissa fundamental para que o próprio projeto fosse iniciado. Isso indica o quanto hoje é necessário ao setor da construção adotar o uso de recursos tecnológicos e de práticas sustentáveis em seu cotidiano, pois uma obra com esta magnitude não seria possível de se realizar com metodologias convencionais e arcaicas que ainda imperam no mercado.

Mais adiante, TEM Sustentável publicará uma matéria exclusiva, com mais detalhes sobre o projeto Boulevard Matarazzo, aguardem!

 

Relacionamento com o cliente

12º Encontro de Diretores
Bianca Vargas, da MRV

Bianca Vargas, Gestora Executiva de Relacionamento com o Cliente da MRV, com o tema: “Práticas inovadoras no relacionamento com o cliente”, revelou ao público as estratégias muito bem-sucedidas da maior construtora da América Latina em metros quadrados construídos, que tem como principal público-alvo a classe C e seus Millennials.

Com ferramentas ligadas às mais modernas formas de comunicação presentes para este público, a MRV conseguiu atingir números muito expressivos nos últimos anos, o que foi demonstrado por Bianca através, por exemplo, do uso de Inteligência Artificial no atendimento direto a clientes, por meio de uma assistente virtual, a Maria Rosa Vaz, criada e aperfeiçoada para atender à demanda dos novos perfis de consumidores.

Utilizando aplicativos, Whatsapp, portal de atendimento e outras ferramentas, a MRV busca mais que atender bem, mas prestar um serviço de qualidade que garanta a melhor experiência possível ao seu cliente, pois a empresa busca primeiramente saber qual é o seu olhar perante o mundo, num processo que compreende os seguintes passos: entender, observar, definir, idealizar, prototipar e testar todas as ferramentas de relacionamento.

Bianca encerra ressaltando que se as empresas do ramo de construção não se propuserem a adotar práticas cotidianas no meio virtual, conforme o seu público-alvo, fatalmente perderão a chance de encantar seu cliente e consequentemente de mantê-lo vivo em sua carteira.

 

Gestão de pequenas e médias construtoras

12º Encontro de Diretores
Mário Rocha Neto, da Rocontec

Mário Rocha Neto, Presidente da Rocontec Rocha Construção e Tecnologia, fechou o 12º Encontro de Diretores & Gestores da Construção, trazendo o tema: “Estratégias competitivas e práticas de gestão de pequenas e médias construtoras”, demonstrando como é possível um modelo enxuto de construtora obter resultados expressivos perante grandes e tradicionais empresas do setor.

O experiente Mário Rocha Neto falou sobre os desafios diários que uma empresa tida como “pequena” encontra neste competitivo mercado da construção, indicando quais fatores são decisivos para alcançar uma boa performance, como ele vem alcançando, também à sombra de muita credibilidade construída ao longo dos seus anos de mercado, confira abaixo:

 

  • Tomada de decisão correta;
  • Planejamento estratégico participativo, através de: análises SWOT com toda a equipe participando e sendo responsável pelo sucesso do projeto;
  • Plano de negócios com definição da estrutura;
  • Definição de metas, inclusive as particulares, para cada colaborador;
  • Plano de bônus e recompensas para cada meta cumprida;
  • Mudança de B2C para B2B;
  • Implementação de técnicas de Marketing Industrial e Marketing B2B.

 

Clique na imagem para ampliar

Clique na imagem para ampliar

 

Aqui finalizamos esta cobertura do 12º Encontro de Diretores & Gestores da Construção, agradecendo à confiança do pessoal do CTE e reafirmando nosso compromisso de em 2018 estarmos juntos novamente!

 

 

Receba nosso conteúdo grátis. ASSINE AQUI!

 

Verificar também

Sobratema Summit 2017: Apesar das dificuldades, plataforma BIM avança no Brasil

Sobratema Summit 2017: Apesar das dificuldades, plataforma BIM avança no Brasil A plataforma BIM (Building …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *