TEM NEWS

4 dicas para garantir serviços de limpeza pós-obra mais profissionais

LIMPEZA PÓS-OBRA
Limpeza pós-obra – Foto: www.grupovbs.com.br

Encarar uma limpeza pós-obra pesada de excelência exige um alto nível de conhecimento e responsabilidade profissional

Para eliminar corretamente resíduos como cimento, areia, gesso, vidros e excesso de rejunte, por exemplo, é necessário executar uma limpeza pós-obra rigorosa e com produtos químicos específicos que não causem danos às superfícies.

Atenta a isso, a Abralimp (Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional) listou algumas dicas para arquitetos, engenheiros e, até mesmo construtores garantirem um serviço de qualidade no momento da entrega de um projeto. Confira:

 

1- Invista em mão de obra especializada

Segundo os especialistas da entidade, quando comparado ao processo tradicional, o trabalho da limpeza pós-obra vai muito além do trivial. Enquanto nos ambientes empresariais ou hospitalares as sujidades comuns são poeiras ou impurezas domésticas, na obra, os profissionais de limpeza se deparam com sujidades bem diferentes e pesadas, como restos de rejunte de piso, que exigem técnica para retirada e contratação de uma equipe especializada e com o uso de produtos e equipamentos adequados para cada ambiente.  

 

2- Cada sujidade requer um tipo diferente de produto

O uso de produtos de qualidade é uma das garantias para o sucesso de empresas conceituadas no mercado de Limpeza Profissional. Dentre as opções disponíveis para limpeza pós-obra profissional, as mais indicadas são fórmulas à base de água que não danificam nem mesmo o mármore mais sensível. Esses produtos podem servir para remoção de resíduos de epóxi, renovação, limpeza ou alisamento do rejunte, mesmo que ele esteja com superfícies encardidas e ásperas; remoção de manchas de tintas, colas, silicones, entre outras. Siga sempre as orientações apresentadas pelo fabricante do produto e busque informações técnicas para evitar erros graves e prejuízos.

 

 

LIMPEZA PÓS-OBRA
Limpeza pós-obra – Foto: www.maeservice.com.br

 

3- Crie um plano

Antes de realizar qualquer tipo de limpeza, a visita do especialista é algo fundamental na obra, pois é ele é quem vai dizer o tipo de sujeira que a equipe vai encontrar lá. O segundo passo é apresentar ao cliente qual será a metodologia de trabalho, que leva em conta desde o espaço, passando pelos materiais usados na obra, até o tipo de acabamento e tratamento para eliminar toda sujeira.

 

4- Equipamentos de proteção são essenciais

A segurança dos operadores numa limpeza pós-obra também deve ser levada em conta, uma vez que eles estarão protegidos para manusear produtos químicos. Por isso, as equipes devem estar equipadas com luvas, máscaras e óculos de proteção. Além de todos esses cuidados, o uso de uma bota impermeável de PVC também evitará o contato dos colaboradores com produtos corrosivos, além de diminuir a probabilidade de derrapagens.

Para os interessados em conhecer mais detalhes sobre a limpeza pós-obra profissional será realizada a 25ª Feira Higiexpo (maior evento de produtos e serviços para higiene, limpeza e conservação da América Latina), de 8 a 10 de agosto, no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo.

 

LIMPEZA PÓS-OBRA
Feira Higiexpo 2017

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abralimp / ADS Comunicação Corporativa / Jorn. Marina Batista

 

 

Verificar também

ibape

Ibape/SP abre inscrições para cursos de outubro com foco em perícias

Valoração ambiental, perícias judiciais e acessibilidade estão na grade dos cursos de outubro. As inscrições …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *