TEM NEWS

Casa Cerâmica sustentável foi referência de visitação na Feicon

Cerâmica
Casa Cerâmica 2017 na FeiconBatimat – Divulgação

Casa Cerâmica, executada durante a feira internacional, pode representar redução de custos de até 30% ao final da obra

Com um conceito formulado em 2006, a Casa Cerâmica foi apresentada em 2017 novamente junto à Feicon Batimat (Feira Internacional da Indústria da Construção), pela 10ª edição. O projeto consiste numa casa construída em alvenaria racionalizada, com blocos cerâmicos, tendo como referência projetos arquitetônicos, como as habitações populares da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).

 

A Sustentabilidade da Casa Cerâmica

“Por se tratar de racionalizados, utilizamos exatamente os quantitativos de acordo com o projeto, além de instalarmos elétrica e hidráulica junto à alvenaria, evitando desperdícios, quebras e retrabalhos. Isso pode resultar numa redução nos custos de até 30% ao final da obra”, relata Paulo Henrique Manzini, coordenador do projeto. É 100% modular, ou seja, sem nenhum desperdício.

 

Cerâmica
Blocos cerâmicos trazem conforto térmico – Divulgação

 

Outra característica sustentável é o conforto térmico oferecido pelos blocos cerâmicos. Comparado a outros materiais como o concreto, a transferência de calor ou frio pode ser até 80% menor. Também são mais leves que os blocos de concreto. A facilidade de aplicação dos blocos cerâmicos resulta em maior velocidade e economia em ferragens e argamassas.

A aplicação de certos elementos também resulta em sustentabilidade para o projeto. “O uso de canaletas, canaletas J e compensadores evita a utilização de madeira para execução de fôrmas com o propósito de construir vigas e pilares, resultado em maior eficiência e agilidade”, lembra Manzini.

 

Cerâmica
Telhas cerâmicas impermeabilizadas oferecem 15 anos de garantia, trazendo conforto térmico

 

“No telhado aplicamos uma estrutura metálica na cobertura, muito mais rápida e eficiente, sem maiores custos inclusive que o modelo convencional, em madeira. As telhas cerâmicas também agregam em conforto térmico”, complementa Manzini.

As paredes podem ser construídas em até 20 horas, o que representa menores custos com mão-de-obra, por conta da rapidez da execução.

O projeto da Casa Cerâmica é destinado às construtoras, para casas com dois ou três dormitórios, sala, cozinha, banheiro. São respectivamente áreas de 56,8m², na execução com dois dormitórios, e de 66,2m², com três. O custo gira em torno de R$ 1.000,00 o m². A proposta é atender famílias de baixa renda, com foco no meio ambiente e em sustentabilidade.

 

Cerâmica
Projeto construtivo de baixo custo, destinado a famílias de baixa renda – Divulgação

 

O estande costuma ser o mais visitado durante a feira internacional. “No ano passado, recebemos a visita de 30 mil visitantes ao longo dos quatro dias de evento”, comenta Walter Gimenes, presidente do Sindicato da Indústria da Cerâmica para Construção do Estado de São Paulo (Sindicercon-SP). Na edição atual, apesar da queda de circulação de aproximadamente 5 mil visitantes no evento todo, o número foi o mesmo no estande, contando inclusive com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

 

Clique na imagem para ampliar

 

PASSO A PASSO DA CONSTRUÇÃO DA CASA CERÂMICA

Dia 1

Execução das alvenarias em 6h. Elevação das paredes com partes elétrica e hidráulica já embutidas

Dia 2

Execução da laje da casa em poucas horas. A laje tem a função apenas de fechamento

Dia 3

Com a estrutura da alvenaria pronta, é aplicado o sistema de cobertura. Uso de madeira substituído por sistema de galvanizado. Após 4h, já podem ser aplicadas as telhas cerâmicas. Instalações elétricas são realizadas

Dia 4

Aplicações dos acabamentos, como pisos e revestimentos

Dia 5

Continuação do quarto dia. Instalação de um sistema de aquecedor solar, destinado a obras de padrão econômico

 

Essa procura tem relativa fácil explicação. Mais que a curiosidade dos visitantes sobre o projeto, o que chama atenção na Casa Cerâmica é o fato de ela ser construída durante a feira. No primeiro dia, é executada a alvenaria da casa. No segundo, a laje e no terceiro dia, a cobertura. Detalhes como acabamentos, portas e janelas são instalados em mais dois dias. “No ano passado, ela teve 54 m² de área total. Agora, em 2017, o projeto teve 48 m²”, relata Gimenes.

 

Veja o vídeo abaixo com a seqüência da construção:

 

Em 2017, a residência tinha dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. E apresentou diversas possibilidades de mudanças nos ambientes, em termos de acessibilidade e/ou mobilidade. Os espaços de 30 cm para permitir a abertura e o vão de 80 cm de todas as portas foram respeitados, seguindo à risca a NBR 9050.

 

Cerâmica
Detalhes construtivos da Casa Cerâmica 2017 – Divulgação

 

A Casa Cerâmica é uma realização do Sindicercon-SP, com apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Associação das Cerâmicas Vermelhas de Itu e Região (Acervir), Associação das Cerâmicas de Tatuí e Região (Acertar) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Nesta edição da Feicon, teve também o apoio do Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria (DEMPI).

Com o apoio do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), a Casa Cerâmica atende os requisitos previstos na Norma de Desempenho ABNT NBR 15575 parte 4 – Sistemas de Vedações Verticais Internas e Externas.

 

 

Quer se manter informado sobre outros projetos, tecnologias e eventos para construção sustentável? Assine o nosso boletim informativo!

Verificar também

A reciclagem de entulho e o empreendedor despreparado

Já escrevi aqui sobre o interesse de muita gente na reciclagem de resíduos da construção, …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *