TEM NEWS

Demolição controlada pode oferecer sustentabilidade?

demolição
Demolição Controlada – Foto Locar Equipamentos

Métodos específicos e condutas de responsabilidade de quem contrata fazem parte da demolição controlada, garantindo segurança, economia e precisão

No dia a dia de uma obra, práticas como a demolição de estruturas antes de dar início a novas construções ou mesmo para implantar um canteiro são corriqueiras e, há não muitos anos, figuravam como inconsequentes. Até aí, nada de novo! Porém, contrariando os mais negativos comportamentos, a chamada demolição controlada passou a promover mais sustentabilidade aos trabalhos e envolvidos, uma vez que retém riscos, evita danos e facilita a reciclagem e gestão de resíduos.

 

demolição
Hewerton Bartoli da R3ciclo

Assim, é recomendada a adoção do serviço em edificações onde a ação destrutiva é parcial e parte das construções devem ser mantidas. “Em geral, contrata-se a demolição controlada para obras de áreas industriais em operação, ampliação ou reforma; locais com certas particularidades e exigências; instalações hidráulicas e elétricas; pontes e viadutos; e até mesmo em áreas sinistradas”, afirma Hewerton Bartoli, diretor da empresa de demolição R3CICLO e presidente da Associação Brasileira de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição (ABRECON).

 

É em sua operação que a demolição controlada – também chamada de desmontagem controlada – mais se diferencia da demolição convencional. O executivo explica que enquanto os métodos tradicionais fazem uso de muita mão de obra e grande quantidade de máquinas comuns, a nova técnica é mais mecanizada por adotar equipamentos ainda mais específicos. Esses, aliás, geralmente são capazes de proporcionar maior produtividade e segurança para os operários e a execução dos serviços em uma obra.

 

demolição
Escavadeiras com tesouras pulverizadoras estão entre as mais úteis para a demolição controlada – R3CICLO

 

Destruindo de forma sustentável!

Essa é a principal vantagem da demolição controlada que, ao contrário de procedimentos habituais que utilizam explosivos e maquinários de terraplanagem, por exemplo, emprega recursos que eliminam abalos e vibrações. Na opinião de Bartoli, “empresas que optam pela prática em suas obras geram menos poeira e ruído, além de uma quantidade bastante reduzida de resíduos, outro fator que confere sustentabilidade aos projetos”. Com o controle da demolição, inclusive, o entulho pode ser separado e reaproveitado para outros fins.

Uma vez aplicadas, as metodologias de demolição controlada ainda ajudam na contagem de pontos para a obtenção de certificações ambientais como LEED® e AQUA. Não à toa, entidades especializadas na solução a consideram uma “demolição sustentável”, como é o caso da R3CICLO. Em importantes projetos – dentre eles o de desmonte e reciclagem na Eletrolux de Curitiba e no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo – a empresa lançou mão da desmontagem controlada, planejando, manipulando e destinando os resíduos gerados.

 

demolição

 

Como especialista no assunto, Bartoli assegura que o método garante a melhor relação custo/benefício frente a outros procedimentos, visto que alia diversos ganhos em um só sistema. “A economia financeira é relativa; pode até existir, mas não é a regra. O maior ganho mesmo está relacionado ao menor impacto para o empreendimento, tanto do ponto de vista operacional quanto ambiental. O prazo de execução também é imprevisto, pois depende do contexto da obra, mas normalmente é possível ganhar muito em tempo”.

 

Processos apropriados de demolição controlada

demolição
A desmontagem de galpões para reforma é igualmente beneficiada pela demolição controlada – R3CICLO

 

Situações construtivas que envolvem riscos, exigem meios mais seguros e equipamentos especiais e, consequentemente, pedem mais controle, são ideais ao uso desse tipo de manobra, segundo o diretor. “As técnicas de demolição controlada ocorrem para corte e destruição de estruturas de concreto armado ou simples, bem como de estruturas metálicas. O método varia para cada situação, mas é essencialmente pensado e executado para impactar o menos possível”.

 

demolição
Demolição controlada realizada pela R3CICLO no Centro de Exposições Imigrantes – Divulgação

 

Para a contratante, é fundamental realizar uma consulta com um engenheiro projetista, efetuar um plano de execução com especificações detalhadas à demolidora, acompanhar o serviço de perto e limpar o local. A escolha pelos equipamentos mais adequados tem igual importância e deve levar em conta o porte da construção. De acordo com Bartoli, máquinas de fio diamantado são as mais indicadas e servem para a demolição controlada de concreto armado. Escavadeiras ou robôs com implementos especiais, como a tesoura hidráulica, também são usadas e conseguem pulverizar o concreto e segregar a sucata.

 

 

Quer se manter informado sobre outros projetos, tecnologias e eventos para construção sustentável? Assine o nosso boletim informativo!

Verificar também

O estado de São Paulo e a gestão dos resíduos sólidos

O estado de São Paulo e a gestão dos resíduos sólidos Quando a gente fala …

Um comentário

  1. Silvia Letícia Vacelkoski

    Boa tarde.
    Sou pesquisadora na Universidade Federal do Paraná na área de demolição de edificações (fase pós-operacional do ciclo de vida).
    Li a matéria e achei bastante interessante a iniciativa da empresa em tratar sobre demolição controlada.
    Gostaria de conhecer alguns casos já feitos pela empresa utilizando este novo método (demolições de edificações de modo controlado), inclusive para poder citar em minha pesquisa, pois como trata-se de algo novo, há muito pouco no quesito de pesquisas nesta área.

    Agradeço imensamente desde já pela colaboração.

    Atenciosamente;
    Silvia

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *