TEM NEWS

Empreendimentos vendidos crescem 1,3% no acumulado de janeiro a maio

empreendimentos
Números sobre empreendimentos imobiliários de janeiro a maio

Indicadores revelam que aumento na venda dos empreendimentos foi impulsionado pelo programa Minha Casa Minha Vida

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Incorporações Imobiliárias (Abrainc) e pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), as vendas de imóveis novos, impulsionadas pelo programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), totalizaram 39.970 empreendimentos entre janeiro e maio de 2017, superando em 1,3% o volume comercializado no mesmo período de 2016.

Clique nas tabelas abaixo para ampliar.

Fonte Abrainc-Fipe

A análise foi feita a partir de informações disponibilizadas pelas incorporadoras associadas e revela que os lançamentos realizados esse ano somaram 21.316 unidades, volume ligeiramente inferior (-0,4%) ao registrado no anterior. Nos últimos 12 meses, embora os empreendimentos lançados (69,7 mil unidades) tenham crescido 2,1%, as vendas (103,6 mil unidades) recuaram 1,7% em relação aos 12 meses anteriores.

Os indicadores demonstram que os desempenhos entre empreendimentos residenciais de médio e alto padrão (MAP) e empreendimentos residenciais vinculados ao programa MCMV foram distintos. De um lado, os lançamentos residenciais MAP recuaram 25,4% nos últimos 12 meses, ao passo que as vendas do segmento acumularam queda de 17,7% no período. Na mesma base de comparação, as entregas aumentaram ligeiramente (+0,6%), enquanto o volume médio ofertado no segmento declinou em 9,8%.





Já o número de lançamentos residenciais do programa MCMV aumentou 13,7% nos últimos 12 meses. A tendência positiva foi acompanhada pelo aumento no volume de vendas (+22,9%) e também na oferta média (+28,6%) do segmento, na mesma base de comparação. As entregas referentes aos empreendimentos do programa MCMV, contudo, declinaram em 5,2% no período.

Entregas – Fonte Abrainc-Fipe

Ofertas – Fonte Abrainc-Fipe

Considerando todos os segmentos, foram registrados cerca de 41 mil distratos – ou seja, imóveis que foram devolvidos para as construtoras – nos últimos 12 meses, o equivalente a 39,4% das vendas. No mesmo intervalo, a relação entre distratos e vendas do segmento MAP manteve-se em torno de 50,7%, enquanto empreendimentos MCMV atingiu 22%.

Distratos – Fonte Abrainc-Fipe

Levando-se em conta a safra de lançamentos mais antiga na série histórica (1º trimestre de 2014), a proporção de distratos entre as unidades vendidas do segmento MAP é de 31,5%, percentual que supera o registrado para a mesma safra do programa MCMV (19,8%).





Verificar também

Brasil

GBC Brasil lança a segunda versão da certificação para casas e condomínios

A certificação será oferecida no Brasil em duas versões, uma para casas e outra para …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *