sábado , 17 fevereiro 2018
TEM NEWS

EPI, sinônimo de segurança na construção civil

EPI
Luvas de couro e capacete de segurança devidamente ajustado são cruciais para a segurança num ambiente de construção – Wikipedia

Equipamentos de Proteção Individual (EPI) garantem redução significativa de acidentes no segmento, ainda mais quando aliados a campanhas de conscientização

A necessidade de adoção dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) na construção civil, é sem dúvida fundamental, pois sendo um dos principais setores economicamente ativos e empregadores do país, é também um dos que mais convivem com riscos de acidentes de trabalho.

Os motivos são os mais variados. Podem ocorrer acidentes por causa de falta de atenção, exposição a ruídos provindos de maquinário pesado, queda de objetos e materiais, Lesão por Esforço Repetitivo (LER) ou até mesmo pela ausência de equipamentos de proteção qualificados. Nem sempre as empresas conseguem fazer uso de proteções coletivas, os chamados Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC). Com certa frequência, o canteiro de obras não comporta a instalação dessas proteções ou se torna inviável, por conta da mutabilidade das condições do ambiente de trabalho.

 

EPI
Exemplos de EPC – www.aesambiental.eco.br

 

Alguns dos principais EPI utilizados na construção civil são: botina de segurança, capacete de segurança, cinto de segurança do tipo paraquedista com talabarte, luva de raspa e/ou de látex, máscara para poeira, óculos e/ou viseira de proteção e protetores auditivos do tipo plug e/ou do tipo concha. A importância do uso de cada item se dá realmente pelo risco de acidentes de gravidade maior no segmento, como desmoronamentos, soterramentos, queda de materiais pesados e de trabalhos em altura. E as empresas têm compreendido cada vez mais a necessidade de investir não só em EPI, mas em segurança, de forma geral.

 

EPI
Exemplos de EPI – www.lanbras.com.br

 

Temos observado uma evolução na consciência por parte do empregador em geral quanto ao investimento em segurança. Seja na aquisição de equipamentos de proteção, em treinamentos, campanhas de segurança ou diálogos de segurança. O próprio Ministério do Trabalho e suas Normas Regulamentadoras vêm constantemente abrindo grupos de trabalho e implementando novas resoluções sobre a segurança nesta área”, relata Fábio Crespo, Engenheiro de Segurança do Trabalho da LaborMesp. A empresa atua há 20 anos no mercado de consultoria e assessoria em Medicina e Segurança Ocupacional, executando Treinamentos, Laudos, Campanhas, Exames e Programas como PCMSO, PPRA, Laudo Ergonômico e CIPA.

 

EPI
Fabio Crespo

 

Quando se fala em investimentos, um conceito moderno que sempre deve ser procurado pelas empresas é o de sustentabilidade dos EPI. No mercado, existem muitos equipamentos descartáveis, com eficácia para uma única utilização. Por outro lado, existem outros fabricados por empresas com responsabilidade ambiental, projetados e concebidos com materiais com alto grau de biodegradabilidade. Braço da LaborMesp, a EPILABORMESP, empresa inaugurada em 2016, comercializa EPI de marcas com certificações ambientais, cujos produtos oferecem menor impacto ao meio ambiente. A tendência é que tais produtos dominem as prateleiras no futuro.

 

EPI
Operações mecânicas requerem envolvimento maior do trabalhador, enquanto uso de luvas diminui os riscos – Wikipedia

 

Além do caráter sustentável, a evolução dos equipamentos ao longo do tempo também pode ser considerada uma consequência da certificação do Ministério do Trabalho dada aos fabricantes. “A renovação destes certificados ocorre periodicamente. Justamente para que os fabricantes busquem novas tecnologias e materiais visando à evolução na proteção dos agentes de risco. Um exemplo recente é a obrigatoriedade dos cintos de segurança com, no mínimo, dois pontos de fixação”, comenta Crespo.

 

EPI
Amarração adequada de cordas é vital em trabalhos em altura – Pixabay

 

A legislação no Brasil a respeito dos EPI é a Norma Regulamentadora nº 6 (NR 06), do Ministério do Trabalho. É considerado um EPI todo e qualquer dispositivo de uso individual, de fabricação nacional ou estrangeira, cuja finalidade seja proteger a saúde e integridade física do trabalhador. O dispositivo deve ter o Certificado de Aprovação (CA) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A norma define também como obrigatório o fornecimento gratuito dos EPI por parte da empresa aos empregados, em perfeito estado de conservação e funcionamento. Compete às Delegacias Regionais do Trabalho, dentro dos limites de suas jurisdições, fiscalizar o cumprimento das normas de segurança e impor penalidades, caso seja necessário.

Para ter acesso à NR 06 completa, acesse o link http://trabalho.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR6.pdf.

 

Quer se manter informado sobre outros projetos, tecnologias e eventos para construção sustentável? Assine o nosso boletim informativo!

Verificar também

Caçamba trituradora

Caçamba trituradora MB Crusher a serviço da educação em Doha

Caçamba trituradora BF90.3 está ajudando a construir uma escola para os filhos dos funcionários da …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *