sexta-feira , 19 janeiro 2018
TEM NEWS

Imóveis de alto padrão podem ser sustentáveis?

imóveis
CG News

Incorporadora de São Paulo tem as respostas e prova ser possível construir imóveis de alto padrão mais sustentáveis e com excelente relação custo/benefício

Engana-se quem pensa que aplicar ações baseadas em sustentabilidade é prática acessível somente à construção de empreendimentos populares. Na concepção dos chamados imóveis de alto padrão, também é legítima e benéfica a adoção de métodos sustentáveis capazes de transformá-los em Green Buildings. Assim, assegura-se igualmente economia, eficiência, qualidade de vida e redução de impactos ao meio ambiente antes, durante e no pós-obra.

Com o Brasil ocupando a quarta posição mundial entre os países que mais construíram edificações sustentáveis até hoje, é de se esperar que imóveis de alto padrão também desempenhem tal papel. Apesar de o investimento em empreendimentos Triple A ainda ser recente por aqui devido às fortes transformações financeiras, sociais e culturais que exigem, são justamente esses fatores que pedem maior eficiência, desde o projeto até a construção.

Na CAPPINI Incorporações e Negócios Inteligentes, de São Paulo, essa já é uma realidade, uma vez que a empresa não só trabalha com imóveis de alto padrão, como “seu principal objetivo é construí-los com sistemas altamente tecnológicos tornando-os, simultaneamente, uma referência em sustentabilidade”. Desenvolve e implementa técnicas simples e baratas em projetos de construção civil para que sejam mais sustentáveis, auxiliando na redução do consumo de energia e otimizando a coleta de resíduos.

 

imóveis
Equipe da CAPPINI preza por processos sustentáveis do início à entrega de seus projetos – Divulgação

 

Imóveis de alto padrão – condutas que geram resultados eficientes

O primeiro passo da CAPPINI na busca pela edificação de casas de alto padrão mais sustentáveis, e que servem de exemplo a quaisquer outros projetos, é o compartilhamento dos processos entre os principais envolvidos no negócio. Ou seja, todos os players têm acesso ao planejamento de cada atividade, com prazo e custos específicos, sendo que todas as ideias e experiências são divididas dentro da fase adequada, gerando melhorias em todo o contexto.

 

imóveis
Raphael Grigoletto, CEO da CAPPINI Incorporações e Negócios Inteligentes – Divulgação

Na explicação de Raphael Grigoletto, CEO da incorporadora, em um segundo momento são verificados quais processos podem ser industrializados, o que reduz notadamente a quantidade de procedimentos realizados nos canteiros de obras. “É possível obter uma série de benefícios tanto para operários quanto para investidores, já que a industrialização permite diminuir desperdícios, aumentar a segurança e garantir qualidade em todas as etapas da construção”, acrescenta.

 

Na prática, a sustentabilidade adotada pela CAPPINI durante o planejamento e execução das obras de imóveis de alto padrão também é encontrada nos seguintes itens:

  • Seleção de profissionais: Para fazerem parte do projeto, os arquitetos e demais especialistas precisam estar familiarizados com as técnicas sustentáveis promovidas na construção dos imóveis de alto padrão, como a preservação da ventilação e da iluminação natural e demais especificações que contribuam com a qualidade de vida e a integração do projeto com os espaços públicos.
  • Valorização de todo o ciclo de vida útil: Em cada planejamento, são estudados os itens que impactam diretamente no custo de obra, assim como a proteção da estrutura e a presença ou não de revestimentos. O CEO da empresa conta que também é considerada a usabilidade do empreendimento e, a partir dela, definidos os custos posteriores, como a necessidade de pinturas e futuras manutenções ao longo da vida útil do imóvel.
  • Desconstrução: Busca dar novas utilizações aos materiais pois, ao contrário da demolição, preocupa-se com a continuidade dos elementos gerados com o desmonte, oferecendo-os um proveito mais inteligente dentro da matriz energética. Com ela, a incorporadora pretende reduzir de 30% para 10% os resíduos das obras “Evita-se o descarte inadequado de insumos, já que nossos empreendimentos são projetados para que possam se transformar em outros”, destaca Grigoletto.
  • Banheiros prontos: Da empresa Tecnobagno, é um dos principais processos industrializados. São sanitários pré-fabricados que ajudam a reduzir o tempo de permanência dos operários no canteiro e agilizam a construção dos empreendimentos, sejam eles imóveis de alto padrão ou médio. Sua estrutura é preparada com todas as instalações elétricas e hidráulicas, que precisam apenas ser plugadas nos sistemas instalados no restante da obra. Já o transporte é feito com gruas especificadas da empresa Lift Cargas.
  • Lixeiras inteligentes: Desenvolvidas pela Xtest, estão entre as novas tecnologias investidas pela CAPPINI, sendo capazes de transformar todo o processo de coleta de lixo em um condomínio por meio de um sensor conectado a qualquer lixeira com tampa. Essa, por sua vez, é ligada a uma central de controle que mostra, diariamente, quais são as residências em que os resíduos precisam ser coletados. Diminui as paradas no elevador para sua retirada, reduz os gastos na coleta e evita o contato com os resíduos.

 

imóveis
Central de controle das lixeiras inteligentes Xtest, que otimiza a coleta de resíduos em condomínios – Divulgação

 

Conceitos responsáveis efetivamente executados

Os resultados das ações ambiental, social e economicamente viáveis empregadas pela incorporadora serão refletidos, de fato, em empreendimentos Triple A 100% sustentáveis a serem lançados em 2017 na cidade de Uberlândia, Minas Gerais. Segundo Grigoletto, os imóveis de alto padrão unirão sistemas de automação predial e técnicas arrojadas de preservação ambiental, revelando que o desenvolvimento social, econômico e tecnológico é possível sem comprometer a saúde do meio ambiente.

 

imóveis
Gruas da Lift Cargas, parceira da CAPPINI na construção de imóveis de alto padrão sustentáveis – Divulgação

 

O diretor ainda completa: “Queremos demonstrar por meio dessas novas edificações que é possível conviver de forma sadia com o ecossistema, sem deixar de evoluir tecnologicamente na construção civil. Para tal, desenvolvemos e integramos técnicas que tornam mais limpos os processos desse setor, com projetos inovadores que serão referências no conceito de sustentabilidade”.

Em sua opinião, preocupar-se com as adequações ambientais não significa apenas cumprir as determinações legislativas sobre a administração dos resíduos provenientes das obras, mas sim reduzir as ações que impactariam negativamente o meio ambiente em cada etapa do processo da construção . É desta forma que a incorporadora busca constantemente a união entre o meio público e privado ao projetar imóveis de alto padrão, visando a evolução da sociedade.

Construir novas edificações não é a única forma de dar vida a Green Buildings.

Clique aqui e descubra os desafios e benefícios de também tornar sustentáveis empreendimentos já existentes.

 

 

Quer se manter informado sobre outros projetos, tecnologias e eventos para construção sustentável? Assine o nosso boletim informativo!

Verificar também

Construções Sustentáveis

Construções Sustentáveis apostam no BIM como aliado para projetos

Tecnologia é hoje a principal ferramenta para o desenvolvimento de construções sustentáveis e ecologicamente corretas …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *