TEM NEWS

Qualicorp constrói seu prédio inteligente

Qualicorp
 Aer Tech

Sede da Qualicorp, localizada em São Paulo, destaca-se como modelo de empreendimento que fez uso de soluções tecnológicas para se tornar sustentável

Diante de tantos recursos disponíveis para garantir sustentabilidade às construções, talvez a automação predial seja a que mais ganha status e adeptos. Do chão ao forro, o que não faltam são alternativas de produtos, equipamentos e métodos construtivos capazes de impactar menos e economizar mais. Mas é na automatização dos sistemas que profissionais encontram a chance de construir edifícios de grande porte aliando responsabilidade ambiental, social e financeira a tecnologias de ponta, o que resulta nos chamados prédios inteligentes.

 

Qualicorp
 Sede da Qualicorp, em São Paulo – Divulgação

 

E foi baseada em um sistema de automação predial que a gerenciadora Omar Maksoud Engenharia, em conjunto com o escritório Edo Rocha Arquiteturas e a consultoria para certificações ambientais CTE – Centro de Tecnologia de Edificações, atribuiu à nova sede da administradora de planos de saúde Qualicorp a condição de prédio inteligente sustentável. Com capacidade para mil ocupantes, é atualmente o único no Brasil a contar com três certificações LEED nível Gold: Core & Shell (Envoltória e Estrutura Principal), Interiores Comerciais (LEED CI) e Operação e Manutenção de Edifícios Existentes (LEED EB_OM).

 

Tecnologia X Sustentabilidade

Sistemas inovadores de automação predial foram os responsáveis por transformar o edifício da Qualicorp em um dos grandes exemplos de construções modernas e prédios inteligentes hoje vistos no país. O consórcio formado pelas empresas Somfy, Uniflex, CCN Automação e Philips, além dos projetos luminotécnico da Mingrone e de automação residencial da Bettoni, forneceu à edificação uma solução inovadora, que integra a automatização da persiana à da iluminação, sendo este um dos principais destaques da obra.

Tais recursos tecnológicos, aliás, contribuíram para fazer do empreendimento o edifício inteligente com menor consumo de energia do Brasil, de acordo com pesquisa realizada pela própria CTE. Segundo Antonio Oliveira, gerente de projetos da Somfy, a solução técnica empregada permite sombrear o espaço de trabalho de forma dinâmica, acompanhando a trajetória e intensidade do sol ao longo do dia. “A automação da iluminação dimeriza as luminárias em função da luz natural, que entra de forma controlada e é desligada caso não haja ocupantes”.

 

Qualicorp
 Funcionamento das persianas UNIFLEX. Garantia de proteção solar e obtenção de pontos para certificação LEED – Divulgação

 

Oliveira também explica que o projeto é composto pela proteção solar da Uniflex, com persianas do tipo rôlo; pelo sistema de automatização de persianas Somfy Animeo KNX; e pela automação da iluminação Dali/KNX, da Philips. Já a empresa CCN ficou encarregada de instalar e integrar os diversos sistemas em um formato turn key, garantindo o funcionamento integral da solução e simplificando a comunicação com a companhia responsável pelo gerenciamento.

 

Qualicorp
 Sistema Philips de automação da iluminação. Abertos, permitem comunicação com o sistema de automação das persianas – Divulgação

 

Ganhos sustentáveis atribuídos pela automação predial

Qualicorp
 Sistema Somfy Animeo KNX, composto por automação central e periférica. Controles locais e disponíveis aos usuários – Divulgação

 

A construção de prédios inteligentes, em geral, tem na adoção da automação predial um grande aliado à sustentabilidade. Afinal, possibilita a programação de tarefas e o controle dos mais variados sistemas, o que leva a uma consequente qualidade de vida, economia de recursos e eficiência energética. Com a sede da Qualicorp não foi diferente, uma vez que cada uma das tecnologias aplicadas ao projeto levou ao aumento da produtividade, do conforto e da saúde dos ocupantes, graças ao agradável ambiente de trabalho que propiciou.

Antonio Oliveira elenca os seguintes benefícios da automação predial como os grandes diferenciais do projeto:

 

  • A presença de luz natural como essencial para o bom funcionamento do organismo;
  • O aumento da comunicação com o ambiente externo, já que a persiana se mantém recolhida sempre que não há incidência solar;
  • Luminosidade adequada no posto de trabalho em função do sistema de dimerização das luminárias;
  • Temperatura ambiente constante, mesmo próximo à fachada;
  • Redução do absenteísmo e afastamento por doenças;
  • Economia no consumo de ar-condicionado e iluminação.

O gerente destaca, ainda, que com automação predial existe a oportunidade de reduzir notadamente o investimento com a fachada quando se planeja a utilização da proteção solar automatizada na fase de projeto arquitetônico. “Isso acontece, porque quando se especifica a proteção solar automatizada em conjunto com o vidro é possível escolher vidros de menor performance energética e até mais transparentes, portanto, mais econômicos”, completa Oliveira.

 

Veja o vídeo abaixo e entenda melhor

 

Na seção exclusiva “Automação Predial”, do TEM Sustentável, você encontra outras soluções e novas tecnologias na busca por projetos mais inteligentes, dinâmicos e sustentáveis. Acesse!

 

 

Quer se manter informado sobre outros projetos, tecnologias e eventos para construção sustentável? Assine o nosso boletim informativo!

Verificar também

BIM

Plataforma BIM: benefícios e aplicações práticas

Entre as possibilidades que o BIM oferece, estão os ensaios e simulações para análises de …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *