TEM NEWS

Rolos compactadores otimizam o solo para obras

rolos
Bomag Marini Latin America

Rolos compactadores disponíveis no mercado promovem maior agilidade, com menor consumo de recursos naturais

Visando obter um melhor resultado na preparação do terreno para a construção, rolos compactadores são utilizados aplicando força mecânica para reagrupar as partículas do solo e reduzir ao máximo os espaços vazios entre elas. Este processo permite obter uma camada superficial mais uniforme e estável, resistente ao desgaste e às intempéries e capaz de suportar maiores cargas.

As tecnologias atuais destes rolos permitem mais agilidade, manobrabilidade e eficiência energética com menor consumo de recursos naturais. No entanto, para alcançar uma alta produtividade é necessário iniciar o projeto com a seleção correta do equipamento para sua aplicação.

A fabricante Atlas Copco conta com uma linha de produtos com diferentes tecnologias aplicadas, tais como sistema de controle Eco Mode (que atua na redução de consumo de combustível), componentes hidráulicos, projetos modernos e otimizados de componentes mecânicos, hidráulicos e elétricos, resultando na otimização do consumo de energia.

 

rolos
Gerente de produtos da Atlas Copco, Carlos Eduardo dos Santos

“A combinação dessas tecnologias com a orientação adequada de aplicação e operação de nossos produtos permite alcançar altas produtividades”, garante o gerente de produtos da Atlas Copco, Carlos Eduardo dos Santos, ressaltando também que a ergonomia dos equipamentos da marca permite uma operação mais confortável, propiciando uma produção maior e com mais qualidade.

Entre os equipamentos disponibilizados pela marca, o modelo CP 1200, rolo compactador de 12 toneladas, possui largura de trabalho de 1,76 metro e está direcionado para aplicações urbanas. “Em aplicações urbanas essa máquina pode apresentar uma performance de produção semelhante aos rolos acima de 20 toneladas, com aproximadamente metade do consumo de combustível. Por ser menor e mais leve, tem uma maior facilidade de transporte, economizando com a logística de operação”, ele assegura.

 

rolos
O equipamento CP1200, Atlas Copco , está direcionado para aplicações urbanas – divulgação

 

Em casos de áreas urbanas deve ser levada em consideração ainda a poluição sonora e os excessos de ruídos. De acordo com Santos, os equipamentos atuais da Atlas possuem uma isolação acústica, o que torna a operação silenciosa, diminuindo o incômodo às pessoas na proximidade.

Outra opção que a marca apresenta é o CT 3000, rolo compactador tipo tamping, direcionado para locais onde há a necessidade de um grande volume de compactação e áreas com aproximadamente 150 metros de extensão. “Nesse tipo de aplicação, essa máquina pode desempenhar uma produção superior à produção de cinco rolos vibratórios de 12 toneladas, com um consumo de combustível 80% menor, sem considerar as economias com logística, manutenção e operação”, conta o gerente da marca.

 

rolos
CT3000 Atlas Copco

 

A empresa produz equipamentos para o Brasil que atendem a regulamentação das legislações atuais, dotados com motores Tier 3 – padrão norte-americano de controle para critério de restrição ao uso de máquinas que poluem o meio ambiente.

Também atendendo às resoluções ambientais através dos motores da geração Tier 3, a Ciber e a Hamm – membros do Wirtgen Group –, apresentam equipamentos com redução na emissão de óxido de nitrogênio e hidrocarbonetos.

 

rolos
Gerente de marketing da Ciber Jandrei Goldschmidt

A Hamm, segundo o gerente de marketing da Ciber – responsável por produzir e revender os equipamentos da marca – Jandrei Goldschmidt, tem se mantido na terceira posição de market share do mercado brasileiro. “Apesar de ser a mais jovem no Brasil entre os líderes, através de inúmeras demonstrações dos equipamentos, eventos, força de distribuição e pós-vendas, estamos conseguindo demonstrar as vantagens e benefícios que a linha Hamm propicia a todos os clientes”, acredita ele.

 

.

rolos
Hamm Série 3000 – Modelo 3412 – divulgação

.

rolos
Juliano Gewehr, especialista de produto e aplicação da Ciber

.Os rolos compactadores da Hamm da Série 3000 garantem um maior grau de compactação com menor número de passadas, segundo Juliano Gewehr, especialista de produto e aplicação da Ciber. “É possível economizar tempo, combustível e custo-horário do operador da máquina”, afirma.

A série também tem como característica o menor consumo de combustível. “Nos rolos de asfalto Hamm da série HD temos disponível a tecnologia da oscilação, que ao contrário da vibração convencional não gera ondas de choques, evitando assim quebra das pequenas pedras que fazem parte da constituição do asfalto”, detalha Gewehr, comentando ainda que a oscilação garante também que não haja rompimentos de galerias subterrâneas e vibrações indesejadas às construções próximas da obra que podem ocasionar trincas.

O especialista aponta como diferencial da série 3000 os três pontos de articulação entre chassi e o tambor dianteiro. “Este projeto de engenharia alemã garante maior absorção de choques, maior estabilidade direcional e maior segurança ao operador, pois reduz consideravelmente o risco de tombamento”, revela.

 

rolos
Rolo compactador 3411, parte da Série 3000 , da Hamm – Banco de imagens Ciber

 

Para o rolo de tambor liso está disponível o opcional HCQ (Hamm Compaction Quality), que através de um sensor de alta sensibilidade detecta o adensamento do solo e informa ao operador quando o material já está próximo de sua compactação máxima. “Desta forma é evitado que haja passadas em excesso, que além de aumentar os custos operacionais também ocasiona a desagregação do solo, este fenômeno conhecido como sobrecompactação”, ele completa.

Outra opção presente no mercado é a XCMG Brasil, que também apresenta em seus produtos motores que emitem baixa emissão de poluente e máquinas com nível de potência sonora dentro do especificado pelo programa, atendendo a fase MAR-1 (legislação brasileira similar à norte-americana Tier 3 ou à europeia Stage IIIA).

 

rolos
Modelo XS123BR, da XCMG – divulgação

 

Dentre o portfólio da marca com nove tipos de rolos compactadores, o modelo XS123BR possui carga estática em linha, velocidade variável e pode operar sob diferentes condições com a velocidade mais apropriada, de acordo com cada tipo de operação de compactação, otimizando o processo.

 

rolos
O engenheiro de desenvolvimento de produto da XCMG Brasil, Nadjo Santos

De acordo com o engenheiro de desenvolvimento de produto da empresa, Nadjo Santos, o sistema hidráulico desse rolo conta com alto desempenho devido aos sistemas motriz, vibratório e de pressão atuarem com eficiência, confiabilidade e qualidade.

 

rolos
Filipe Rodrigues, responsável do centro de tecnologia da XCMG Brasil

Filipe Rodrigues, responsável do centro de tecnologia da empresa, acrescenta ainda outros diferenciais que o rolo compactador da XCMG apresenta. “A máquina possui três funções: o freio de serviço, o freio de estacionamento e o freio de emergência. Juntos, eles garantem a segurança e confiabilidade durante a condução e operação”, ele garante.

Além disso, Rodrigues conta que a cabine fechada é equipada com ar condicionado e rádio, possui um design ergonômico, confortável, baixos ruídos e também vem com ROPS e FOPS – abreviações para os termos em inglês que significam Estrutura Protetora Contra Capotamento e Estrutura Com Proteção Contra Queda de Objetos, respectivamente. “Outra facilidade é que o capô fornece um fácil acesso aos sistemas do motor, filtros, bombas hidráulicas e também para os procedimentos de manutenção e reparos”, continua.

No Brasil, há também os modelos de compactadores de solos fabricados pela Bomag. A marca oferece equipamentos de 12 toneladas na versão lisa e com patas, BW 212 P-40 e BW 212 PD-40, respectivamente, além de outros modelos para compactação de asfalto e de resíduos – produzidos na Alemanha.

 

rolos
CEO da Bomag MariniI Latin America, Walter Rauen

A marca apresenta uma variedade de tecnologias, desde sistemas de medição e melhora da compactação, como o Economizer, até tecnologias para a redução dos custos operacionais, como o Ecomode. “Oferecemos soluções práticas para as mais diversas aplicações, como por exemplo, a exclusiva tecnologia Stoneguard, que evita a quebra dos blocos dos calçamentos durante a compactação vibratória”, relata o CEO da Bomag Marini Latin America, Walter Rauen.

Outra tecnologia disponível pela marca é o Vario Control, um sistema de compactação inteligente com controle automático e tecnologia de medição da compactação integrada, que garante a transferência de energia ideal para cada aplicação específica, evitando uma compactação excessiva. O ajuste rápido e perfeito da amplitude reduz qualquer possível desagregação da superfície em misturas de cascalho, areia e granuladas.

 

rolos
Modelo BW 100 SCC, da Bomag Marini

 

Há ainda o sistema Asphalt Manager de controle contínuo e automático, em que o operador seleciona a espessura da camada a compactar e o restante é executado pela tecnologia. A amplitude adapta-se continuamente ao nível de compactação que já foi alcançado.  

Os rolos da Bomag utilizam diversos tipos de motores de combustão interna. “Oferecemos desde motores a gasolina com 4HP, até motores diesel com 760HP, que logicamente variam com a aplicação do equipamento”, comenta Rauen, explicando também que cada mercado possui uma legislação específica, devendo ser considerado ainda a especificação de combustíveis disponíveis no mercado. “É importante adequar os produtos aos requisitos dos clientes brasileiros. Por exemplo, o modelo fabricado pela Bomag no país possui motor Cummins QBS 4.5 Tier 3, com fabricação nacional”, ele conclui.

 

rolos
Compactador de solo da Bomag, produzido no Brasil – divulgação

 

Mercado e perspectivas

“O mercado de rolos compactadores foi o que mais caiu entre todos os segmentos de equipamentos para construção de rodovias. A indústria total caiu 75% em 2015, quando comparado com 2014. E houve uma nova queda de 48% em 2016 sobre ano anterior”, esclarece o gerente de marketing da Ciber, Goldschmidt.

Contudo, a empresa se mantém confiante e o gerente garante: “Mesmo com a indústria neste patamar, através de nossos esforços de distribuição e suporte ao produto em sempre atender bem, cada vez mais e mais clientes estão confiando na marca e nos resultados que os rolos Hamm propiciam”.

Para o gerente de produtos da Atlas, 2017 será um ano de recuperação econômica. “As perspectivas do PIB são de crescimento e esperamos que boa parte desse crescimento venha por investimentos. Com isso a indústria de bens de capital terá um fôlego para seguir em frente”, anseia Santos. No mesmo sentido, a XCMG acredita na melhora do setor, com estabilização e possível recuperação do mercado.

 

 

Quer se manter informado sobre outros projetos, tecnologias e eventos para construção sustentável? Assine o nosso boletim informativo!

Verificar também

Controladores

Controladores de carga, o meio-campo da voltagem nas baterias

Com a função de evitar sobrecargas e descargas excessivas, controladores preservam e prolongam vida útil …

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *